terça-feira, 18 de janeiro de 2011

o que alimenta a vida

"As esperanças, sedentárias, deixam-se viajar pelas coisas e pelos homens, e são como as estátuas, que é preciso ir vê-las, porque elas não vêm até nós."

Julio Cortázar

VÁ E PEGUE A SUA.

3 comentários:

Elaine disse...

Uau. Ainda hoje, no trem, lia sobre esperança. Nosso amado Paulo Freire nos lembrou: "A esperança está na própria essência da imperfeição dos homens, levando-os a uma eterna busca".

Rodrigo Caetano Pinto disse...

Tenho comigo um dilema sem resposta: descobrir se a esperança é benção ou maldição.
Se a resposta só puder ser obtida pela experiência, que seja benção.

Clayton Soares (FEBBEM) disse...

ei . .por onde anda a carol